11 de set de 2009

Mete as caras anônimo!

Postado por Costela


Agora o post vai ser uma súplica. PELAMORDEDEUS ANÔNIMO!! Não fica floodando a área de comentários do blog! Sério!
Em vários posts nossos, um anônimo vem colocando textos enormes nos comentários. Na maioria das vezes os textos são pertinentes, mas o problema é que esta pessoa fica colocando textos iguais em muitos posts.
Nós do Abutre & Costela somos meio contra a proibição do anonimato nas comentários, pois na nossa opinião as pessoas têm que ter a chance de se resguardar de uma possível rechaça. Entretanto eu vejo que isso será inevitável.
Por mais que gostemos de comentários de leitores em nossos textos, ver um anônimo floodando dá um pouco de raiva.
Esse post não é um daqueles textos filosóficos, mas sim um pedido para que vocês não postem como anônimos se não ouver a necessidade, e nunca floodem, pois isto é MUITO chato.
Gracias.

14 comentários:

Poison disse...

Concordo plenamente! Acho que, independente do comentário ser positivo ou negativo você tem é mais que colocar seu nome lá embaixo e discutir em aberto, nada de se esconder! Eu, por exemplo, quando tenho que meter a boca (não pensa besteira, Costela!), falo mesmo!

Costela disse...

Oh! Porquê Costela? Então eu só penso besteira né? EU SOU UM SANTO!!
Cai de boca mesmo Poison. Mete a boca com força até a parada ficar quente! Hay que endurecer pero sin perder la ternura jamas! shAUshUhUhUAS

Poison disse...

HUhauhauhauahuahauhuhuahauhau, ainda bem que você é um santo! Porque se não fosse, escreveria coisas impróprias e não poderia escrever aqui nos comments!
Anjinho!

Lzinha disse...

eu acho paia! isso é coisa d punheteiro! menino d 12 anos sô [/nada contra os punheteiros e nem os meninos d 12 anos]
shuaHSUAshauSHUDAhsuaHSAUshaushaSUAHSuhsauHSushA
Agora deve parar, conseguiu atenção ENTÃO RASHA FORA
affuu

Zoi de Tandera disse...

Peraí Poison... quem é santo? O Costela? auhauahuahauhauhauahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua depende da definição de "santo" uaauhauhauhauahuhauhauha

Anônimo disse...

Viva a liberdade de expressão!

Escreva sempre sobre o que vc realmente pensa e releia de vez em quando.

O blog é nota 1000 pra fazer rir e tb pra relaxar um pouco com tantas situações imprevistas com sua visão irreverente, crítica e debochada.

O Tiririca, O falecido Trapalhão Mussum, Ary Toledo, Grande Otelo, Carlinhos do Pânico na Tv, não precisaram de curso superior para atuarem como humoristas ou manterem excelente performance de comediantes.

(Combinação de Talento e Preguiça)

Ao se dedicar aos estudos com a mesma intensidade dedicada ao blog será aprovado em qualquer faculdade. É só deixar o blog hibernar por uns tempos...

Não tenha medo de ir ao cerne da questão! Vc ficou incomodado diante de suas próprias palavras (Artigo Gênesis)... e a carapuça lhe serviu...

Vimos que entre um cochilo e outro lá na sala de aula vc percebeu "cair a ficha" e temeu ser reprovado no Vestibular da UEMG.

Tudo foi uma tentativa de lhe ajudar a realizar seu sonho.

Última mensagem anônima: "o conteúdo da mensagem vale mais que a autoria"

Bá ;) disse...

Peraí Poison... quem é santo? O Costela? auhauahuahauhauhauahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua depende da definição de "santo" uaauhauhauhauahuhauhauha [2]

Bá ;) disse...

Bom em relação ao anonimato... depende do ponto de vista se a pessoa só entrou pra avacalhar o blog tem mais é q se ***** mais se é seguidora n tem pq se esconder, abutre e costela preservam sempre a lberdade de expressão e de diálogos para podermos nos expressar e entender ou pelo menos tentar entender o outro... não se pode simplesmete manda bota a cara se a pessoa tem vergonha... espero q continue bombando sempre....

Costela disse...

Anônimo. Eu prezo a liberdade de expressão tanto quanto prezo o blog, á ponto de saber que se ela deixar de existir o blog também deixará. Que isto fique claro. Entretanto eu acho que com a liberdade de expressão fica o bom senso ao saber usá-la, e eu acho que você ( ou vocês anônimos ) não está sabendo usar. E tem outra coisa, mesmo que eu bloqueie o uso do anonimato, a liberdade de expressão será mantida mas as pessoas terão de se identificar. Simples.
O motivo de eu não hibernar o blog para estudar, é que uma vez hibernado aquele blog está morto. Demorei mais de um ano com ajuda de grandes amigos para tornar este projeto grande como é hoje, e não tenho pretensão nenhuma de me destituir dele. Eu sei que se empregar esta força que emprego no blog, em estudos, eu serei aprovado, mas se isto significar deixar meu blog morrer, não vai valer nada á pena.
No cursinho caiu sim a minha ficha que poderia não passar na UEMG, mas é bem como cai a ficha de qualquer um, até daqueles que vivem de estudar. O que me incomodou com o texto do gênesis não foi o conteúdo, e sim a repetição incessante e infundada que ocorreu em nossos comentários, e isto gera um flood incômodo e nada sadio ao sistema. Esta era a minha realidade na época em que o blog foi criado, e a minha realidade de hoje é totalmente diferente.
O que me incomodou de verdade foi o que está entre parênteses: Combinação de Talento e Preguiça.
Quem me conheçe sabe que sou inegavelmente preguiçoso. Mas, se tem uma coisa que você tem que ser para tocar um blog, essa coisa não é preguiçoso. Tocar um blog dá MUITO trabalho, e só quem tem um sabe.
Agradeço a preocupação na realização ou não dos meus sonhos. Agradeço do fundo do meu coração. Só queria que você se identificasse para que eu possa agradecer apropriadamente.
Sem mais.

Costela disse...

Bá, eu não sou contra o anonimato, mas acho que ele tem que ser bem usado. É como diz aquela famosa frase do mundo nerd " Com grandes poderes vem grandes responsabilidades ".
E tem outra, eu já faço idéia de quem está escrevendo como anônimo. Por mais que a pessoa esteja atrás de uma cortina de fumaça internética, as idéias e o jeito de falar, ou escrever neste caso, deixam transparecer a verdadeira identidade.
Você pode esconder uma coisa de uma pessoa durante a vida toda, mas não pode esconder nada de todo mundo para sempre.

Anônimo disse...

Uma daquelas discussões sem fim, sem propósitos e sem conclusões, que podem até levantar polêmica, mas nunca chegam a lugar nenhum.

"Dizer que os usuários estão sozinhos é ignorar a networking que uma rede social pode trazer"

Contatos que podem a virar relações pessoais, afetivas, amorosas e profissionais, facilitadas por ferramentas de comunicação que transpõem barreiras espaciais e agrupam pessoas de acordo com seu interesse. Quer um jeito fácil de achar pessoas do mesmo nicho que você? Nada melhor que buscar isso em uma rede social. A partir daí, trocar experiências, informações e estreitar uma amizade.

Se estivéssemos sozinhos, por exemplo, não teria conseguido trazer pessoas, via Twitter, para ler este texto. Não estaria planejando viagens a São Paulo para participar de encontros de blogueiros e feiras de tecnologia. Não planejaria locais interessantes para nossos encontros de sexta-feira, ou qualquer dia da semana que der na telha. Não saberia tanto sobre pessoas que vi uma vez na vida, mas já conversei sobre assuntos que pessoas que vejo todos os dias nunca saberão.

Cabe ao autor da matéria, procurar estudos de especialistas em cibercultura, analistas de redes sociais, entrevistar uma série de perfis e participar de encontros, como os #ebcs e #nobs, para aprofundar sua matéria sobre as relações entre usuários de redes sociais. E o mais importante: quebrar o preconceito de quem considera que quem usa essas tecnologias são nerds anti-sociais, que são sozinhos no mundo e preferem trocar o contato físico por uma lista de contatos.

Essa visão é tão ultrapassada que chega a irritar. Quem escreveu a matéria, acha que só por que a pessoa passar 16, 18 horas conectado à Internet, sua vida se resume a isso e que as relações criadas nesse meio não podem vir a se tornarem reais.

Aqui em Curitiba fundamos um grupo de blogueiros. Ou seja, diversas pessoas se conheceram por causa de um interesse em comum, os blogs. Dessa relação nasceram muitas amizades e até mesmo um casamento. Ligações que começaram em um espaço virtual e partiram para o campo do real.

P.S. Estamos prestigiando seu blog!

Josemar disse...

Apoio integralmente o post abaixo:

"Transpor barreiras espaciais e agrupar pessoas de acordo com seu interesse"

Encontrar pessoas do mesmo segmento que você? Nada melhor que buscar isso em uma rede social.
A partir daí, trocar experiências, informações e estreitar amizades, de forma gradual e não "na marra", como querem alguns.

Vejam bem, ninguém é obrigado a ler os comentários resmungados!

Costela disse...

A priori eu acho que todo conversa leva á algum lugar sim. Qualquer conversa bilateral consiste em duas inteligências coexistindo, e isso por si só já é um avanço mental.
Eu posso dizer melhor que ninguém que as redes sociais podem trazer amigos de verdade. Acabei de voltar de um encontro de pessoas que se falam todos os dias virtualmente, e posso afirmar que lá não tinha ninguém socialmente excluído ou sem pretensão de vida.
Uma das minhas melhores amigas, veio da internet. Hoje somos grandissíssimos amigos e não nos relacionamos só virtualmente.
Por mais que ninguém seja obrigado a ler as resmungadas, floodar é uma coisa inaceitável em toda a internet, e no Abutre e Costela também não será tolerado.
Obrigado á todos pessoal. Espero que essa participação continue.

Anônimo disse...

chera meu ovo