26 de mar de 2010

Old, but gold: Gererê, gererê, o LSD!

Postado por Zoi de Tandera

Aaaah, a pré-adolescência! Pra mim é uma era meio desfocada, resguardada em algum calabouço nebuloso e esquecido da minha memória... Aquela época mágica entre a sexta e a sétima série, quando acreditávamos em um Santo Graal urbano perdido chamado "tesão de vaca", quando buscávamos incessantemente no fórum da UOL o último capítulo do Caverna do Dragão, quando brincávamos de Gato Mia com meninas com o real objetivo escuso de, na verdade, brincar de Mão Boba, que assistíamos Os Segredos de Emmanuelle no Cine Band Privê de madrugada, com uma mão segurando a porta do quarto e a outra o botão de trocar canal da televisão (para trocar de canal rapidim no caso de alguém aparecer) e quando cantávamos "Gererê, Gererê, o LSD!" no recreio. Aaaaaaaaaaaaah, bons tempos!


Adeus, Emmanuelle. Adeus, pré-adolescência!

Sim! Eu, você e todos que existem cantaram, cantam ou cantarão essas quadrinhas símbolos de uma época onde ser politicamente incorreto era regra, onde rolava briga, e chorar leva dois! Esses quase-poemas, onde a putaria se fazia presente, mas ninguém tava nem fudendo, porquê o objetivo era se divertir e ter os pais chamados na escola para uma "convesa sobre as infuências de seu filho". E é em homenagem à estes tempos tão belos que eu fiz esse compiladão de Gererês, e também para estimular as eventuais gerações vindouras á recitar tão marcantes, pornográficos e apológicos fragmentos textuais:

GERERÊ, GERERÊ, O LSD!!!

Quando eu era pequenino,
só andava de avião,
agora que eu cresci,
só ando de camburão...

Não sei como é que fiz,
Não sei com é que pude,
Engoli caco de vridro
E caguei bola de gude!

O carro do meu pai
É movido à gasolina
Eu que sou mais esperto
Sou movido à cocaína!

Eu vi o papai noel
Em cima do barril!
Mandando as criancinhas
Para a PUTA QUE PARIU!

Eu tava na cozinha
Comendo a empregada!
Meu pai apareceu
E pediu uma beirada!

Eu tava no cemitério
Sentado na catacumba
a fé-das-puta da caveira
beliscou a minha bunda!

Pulei de para-quédas
Para-quédas não abriu!
Mandei o fabricante
Para a PUTA QUE PARIU!

Em cima da minha cama
Tinha um urubu!
Bebendo coca-cola
E arrotando pelo cú!

Eu tava na escola
Comendo a professora
Meu pai foi mais esperto
E comeu a diretora!

Eu tava no avião
Comendo leite moça
O leite moça acabou
Eu comi a aeromoça!

A história da maçã,
é uma puta safadeza,
o adão comeu a eva
e a maçã e sobremesa...

GERERÊ, GERERÊ, O LSD!!!

E também existiam os "Gererês de combate", utilizados para atacar inimigos em embates dignos de repentistas, que normalmente davam em briga na rua:

GERERÊ, GERERÊ, O LSD!!!

Cheguei na casa do fulano
Olhei na fechadura
Vi o fulano de quadro
E um negão com a pica dura!

Fulano pra mim,
é uma borboleta!
Do pai dele como o cú
E da mãe como a buceta!

Fulano é meu amigo
Fulano é meu colega!
Eu vou fazer com ele
O que o cavalo faz com a égua!

Fulano é meu amigo
Tocador de berimbau
Os cabelo do cú dele
Tá agarrado no meu pau!

Fulano foi pra guerra
Não sabia guerrear
Levantou o cú pro alto
E deixou a bala entrar!

Fulano é meu chegado
Vendedor de geladeira
Eu comi o rabo dele
E o de sua família inteira!

Fulano é meu amigo!
Amigo da garotada!
Chupa rola, dá o rego
E depois não cobra nada!

Fulano tava no banheiro
Comendo a empregada
O pai dele chegou junto
E comeu a bunda errada!

Fulano é meu amigo
Mas eu vi ele de bobeira!
Dando a bunda pra um negão
Em cima de uma bananeira!

Fulano é pegador!
Pega um, pega geral!
O bom mesmo foi quando pegaram
Ele sentado no meu pau!

Na casa do fulano
É tudo diferente!
O cachorro come a mãe dele
E o pai fica na corrente!

GERERÊ, GERERÊ, O LSD!!!


Só pra constar: não era comum o hábito de cantar gererê com mendigos no meio da rua.

3 comentários:

Leandro disse...

pooooorra! o da maça eu cantava direto nas excursoes nos onibus mais velhos possiveis que a escola contratava
ahhauhauha

mike disse...

muito zika ein fi kou dahora
põe essa ai ó

Fulano é meu amigo
Meu amigo ele não é
Se ele fosse meu amigo
Ele gostava de mulher.

e essa

Fulano é meu amigo
Tocador de berimbau
Chupa a cana da vizinha
Pra depois chupa meu pau.

Anônimo disse...

é muito legal eu canto ate hoje na escola gerere gerere o lsd gerere gerere o lsd eu tava no meu quarto assistindo bang bang chegou o fulano com o cu cheio de sangue