13 de mar de 2010

Quem está faltando no BBB

Postado por Zoi de Tandera


Quando o Big Brother Brasil começou, já dava pra ver que a produção escolhia para participar do programa sempre os mesmos estereótipos: gostosas e bombados. E toda edição tem cota para negros, que geralmente também são bombados. Também tem aparecido uns gays e já apareceu um gordinho, uma esquisita, uma dona de casa (que até ganhou o programa) e um japonês. Mas isso, isso são só exceções.

Ainda existem muitos tipos de pessoas que nunca colocaram os pés naquela casa. Pessoas que com certeza deixariam o jogo mais interessante. Veja como seria o Big Brother se colocassem na casa um(a):

a) Neo-nazista skinhead metaleiro meia meia meia frõ rél
Hail, biscoito!

O neo-nazista iria espancar qualquer negro, gay, emo, judeu, cadeirante, gordo, magro, bombado, bípede, ser não-fotossintetizante ou eucarionte que estivesse na casa. Ao contrário daqueles que fazem intriga, ele resolveria os problemas no braço (ou no gargalo de garrafa quebrada). Não iria se dar bem com ninguém (presumivelmente) e seria indicado para eliminação na primeira semana. Mas provavelmente retornaria e duraria um bocado na casa por ser carismático e por render um bom entretenimento. Ou então seria eliminado de cara por agressão.


b) Suicida Crônico

Tô falando de um suicida sério, não de um emo querendo impressionar.

Imagine aquelas pessoas com problemas emocionais sério, que tentam se suicidar como quem troca de roupa. Despertaria preocupações imensas entre os participantes. Imagine cozinhar tendo que esconder as facas, se barbear tendo que esconder as giletes, dormir tendo que esconder o travesseiro, e ficar alerta toda vez que ele entrar na piscina. Todos se preocupariam que a qualquer momento o suicida viesse a fazer alguma cagada. Com tanta preocupação, os concorrentes logo votariam no suicida para ir para o paredão. Ele, além de se sentir enormemente ofendido e rejeitado, não aguentaria tanta pressão da vida e se mataria dentro do confessionário, sendo assim eliminado do programa.


c) Podólatra (fetichista por pés)

Imagine que existem pessoas que sentem atração sexual verdadeira por uma desgraça dessas. Malditos tarados!

Iria acordar as mulheres da casa lambendo seus pés. Seria colocado no paredão toda semana até ser eliminado.


d) Criança

Olha a carinha de inocente dela. ¬¬'

Sério, eu sempre quis ver uma criança dentro do Big Brother. Daquelas crianças ranhentas e inconvenientes. Daquelas que ficam incomodando os outros com perguntas indiscretas, que fazem birra o tempo todo, que gritam quando não dão chocolate pra ela e que de preferência brinquem com fogo. Ela iria chorar quando perdesse uma prova do líder e se fosse eliminada, iria fazer bico e dizer "não vou sair!". Durante as eliminações a criança perguntaria: "tia, você não trabalha?" ou diria "tio, como sua mãe é gorda!"


e) Esquizofrênico

AAAAAAAAAAAH RAPÁ, TÔ MUICHO LOKO!!!

E que tivesse dupla personalidade. Na noite de votar nas pessoas para o paredão, ele entraria na sala e diria ao Bial que vota no seu alter-ego. O alter-ego então seria eliminado do programa e o original permaneceria, até criar outra personalidade para si mesmo.


f) Vidalokinha do bairro

Aê mano, tá tirando? Dá um real aí...

Todo mundo conhece um vidalokinha de bairro. Aquele que sua mãe mandava não chegar muito perto. Com certeza seria engraçado ter um desses no programa, pois ele iria atrapalhar todo mundo nas provas de comida, anjo, líder, etc. Ele seria aquele que derrubaria todo mundo de cima das plataformas escorregadias, jogaria terra na cara daqueles que tinham que ficar mais tempo sem se mexer, mijaria no leite na geladeira e passaria cola de sapateiro nos absorventes das mulheres (se sobrasse depois da cheirada matinal). Daí ele começaria a rir e a rolar no chão babando e fazendo gestos engraçados/obcenos. Era capaz até de ganhar o programa.


g) Hanz, o pansexual

Nem preciso falar nada. Esse é Hanz, o maldito velho tarado pansexual. Agora imagine ele dentro do Big Brother. Pois é.



Bizarro, já é, mas sem dúvida o jogo ficaria muito mais interessante com alguns tipos como esses. Diversidade é divertido.



Habilidosamente ninjado (e modificado) do excelente blog CH3.

Um comentário:

CH3 disse...

Ah, obrigado pela repostagem creditada. Continue com o bom trabalho.
Abraço.