18 de mai de 2010

Vamos falar sobre: Os burros da modinha - Música

Postado por Costela

Já vou começar o post com o pé na porta. Quem só gosta de coisas da moda, É BURRO!


Olha pra cara de burro do caboclo

É isso mesmo. Você não leu errado. Na minha opinião quem só consome coisas que estão em voga são pessoas BURRAS.
Não tem coisa que me dá mais raiva, que pessoas que só ouvem a música da moda, só usam roupa de marcas da moda e os tênis da moda.
Quem só segue a modafucking moda, normalmente não tem identidade. A identidade dessa pessoa corriqueiramente está ligada à moda, e se ela mudar, a identidade muda junto. Triste né? Mas é verdade.

Acho que não foi falado aqui ainda, mas foi criada uma nova categoria no blog que vai se chamar "Vamos falar sobre". Basicamente nós vamos discorrer sobre assuntos que, por gerar muita polêmica, as pessoas simplesmente preferem ignorar e continuar vivendo no mesmo balde de merda. Mas not aqui no Abutre e Costela. Eu vim à terra pra ver o circo pegar fogo, e é isso que vamos fazer aqui. Estou começando agora então uma sub-categoria de posts dentro da categoria "Vamos falar sobre". A sub-categoria vai chamar "Vamos falar sobre: Os burros da modinha". Cada semana eu falarei sobre uma das modinhas que os mais desprovidos de QI seguem, e que os tornam Os burros da modinha.

Parte 1 - Música da moda:

Rebolation-tion. PEGA NO MEU PAU! Que porra de música é essa? Essa desgrama não tem o menor sentido, e eu vejo um monte de boyzinhos retardados idolatrando o maior-trapézio-de-curitoba (versão Bahia) só porquê ele fez a música com a letra mais ridícula do século.


Sente a semelhança com a primeira foto do post

Tudo bem, você pode me dizer que a música é animada e levanta todo mundo numa festa, mas colocar no carro pra ficar ouvindo na maior altura é demais. Respeita meus ouvidos brother!
O Chiclete-sem-Cérebro Chiclete-com-Banana lançou recentemente uma música que consiste basicamente em "Tu-tá-tá. Tu-tu-ta-rá-rá.", e desde então só toca essa merda nos carros com som potente. Sério, eu morri de rir quando ouvi essa música pela primeira vez. Que espécie de pessoa REALMENTE gosta de uma merda dessa? Chega a ser uma afronta contra à inteligência dos brasileiros.

Isso sem contar com os funks, os techno-bregas, e o novo motivo da queda do QI brasileiro: Cine e cia.


Aposto um blush que o DH é mulher

Aaaaaaah meu amigo. As bandas adolescentes. Como vou falar das bandas adolescentes sem ofender a moral e os bons costumes?
VÃO SE FUDER SEU BANDO DE BICHAS DO CARALHO!
Uma vez eu li em algum lugar que você pode medir a qualidade de qualquer coisa pela qualidade dos seus fãs. Jah que me perdoe, mas se isso for verdade eu tenho dó dessas bandas coloridas. As fãs desses emos coloridos são DEPRIMENTES! Vide os últimos vídeos dos fãs de Restart e Fiuk. As fãs são deprimentes, mas os fãs (supostos seres do sexo masculino) são pior que resto de aborto elétrico. Como diz meu irmão: Isso é falta de pai severo. Falta do rabo de tatu pendurado na parede da cozinha e cantando no lombo. Bando de viadinhos sem escrúpulos

Funqueiros são uma das piores classes. Tá bom que já tivemos funqueiros ilustres como Claudinho e Buchecha das antigas, mas hoje é tudo uma merda.
Mas seu grande amigo Costela, eu, desvendei o mistério dos funqueiros. Aaaaaaaaaah meu irmão, eu descobri como eles fazem a letra. É muito simples:

_Pegue o pior papel de limpar bunda que você tiver em casa;
_Corte com a sua tesoura sem ponta (para não se machucar) 10 quadradinhos do papel de assear nádegas;
_Escreva neste papel coisas como "sente o pancadão", "vai sentando", "ela desce", "balança o bumbum", "solta o tamborzão" e qualquer outra faveladice que te vier à mente;
_Misture tudo num boné de aba reta comprado no camelô mais próximo;
_Organize de forma aleatória;
_Coloque atrás sons de atabaque e o tal do batidão;
_Zás. Pode se vestir igual ao Faveladisson e strondar as menininhas da sua quebrada.


Ela é funkeira mas está liberada já que É GOSTOSA PACARALEO!

Por último mas não menos importante vêm os hip-hops americanos. Puta que los padre. Até que eu não sou contra a música, mas sou TOTALMENTE e RADICALMENTE contra os fãs dessas músicas. Quem são eles? Jovens e adolescentes de todas as classes sociais, que não tem a menor cultura para discorrer sobre NENHUM assunto nesse universo. As músicas são animadinhas, gostosinhas e um monte outro de "inhas", mas são (na maioria das vezes) totalmente vazias de conteúdo.


Típico exemplo de hip-hopeiro e suas vagabundas

Os clipes são todos iguais: Um monte de preta gostosa rebolando aqueles rabos colossais, uns carinhas felizes saindo de carrões com um monte de amigos com cara de poucos amigos, e uma festa cheia de piranha quase pelada. Tá bom que eu queria muito ter uma vida assim, mas cadê a criatividade? Cadê os clipes do MJ, dos Chemical Brothers e Linkin Park? Morreram os bons diretores de clipes? Não! Acho que eles estão é desempregados, porquê Os burros da modinha não gostam desse tipo de coisa.

É só um cantor sair da moda, e nenhum dos retardados que eu citei durante todo o post vão continuar ouvindo as músicas dele. E isso me leva á uma questão preocupante: Qual vai ser a música que marca a época desse tipo de gente?
Eu tenho as minhas. Cresci ouvindo Sandy e Júnior; na pré-adolescência ouvi Blink182; depois passei pra Green Day; Lá pelos meus 16 anos só ouvia Skid Row, Guns e o resto da galerë que tocava rock de verdade; um pouco mais pra frente fissurei em Daft Punk; e agora ouço de tudo um pouco, mas com preferência em Paralamas. Viu quantas músicas da modinha estão nessa lista? Alovosse que me conhece, poderia vossa senhoria discursar sobre meu nível cultural? Moléstia à parte, eu sou um bom exemplo que aprendendo de tudo você vira um cidadão melhor.

Vou encerrar o post aqui pois ele já está muito grande, mas vou fechar com a mesma afirmação do começo: Quem só gosta de coisas da moda, É BURRO!
Que venham as pedradas.

5 comentários:

Anônimo disse...

Olha só aquele rapper, usando um kilt. Será que ele sabe de verdade o que é um kilt ou o que representa?

Lucas disse...

Técnicamente tudo é moda, foi moda ou vai ser moda, eh kestão d momento, oq vc usa hj foi moda um dia, #fact. Desde uma simples camisa branca, calça jeans e AllStar, coisa q todos temos. Ou seja, não estou defendendo o modismo propriamente dito "burro", mas quem não gosta de estar atualizado? Mesmo sendo um óbvio golpe publicitário. Até esse assunto foi debatido na facu ontem.
Ótimo Post cara..
Abraço

Costela disse...

O ponto não é usar ou deixar de usar a moda, mas usar SÓ o que está na moda, e depois abandonar SÓ porquê saiu de moda. Sacou? =D

Andréia disse...

Tenho um orgulho deste menino...

Anônimo disse...

acho que você tem inveja dessa gente toda