19 de jun de 2010

Finalmente, a resposta que a humanidade buscava: como calar as Vuvuzelas

Postado por Zoi de Tandera


Cura da AIDS? Do Câncer? Do Mal de Parkinson? Existe vida após a morte? Existe vida em outro planeta? Como fazer sua grana durar até o fim do mês? Como conseguir uma trepada no primeiro encontro? Como fazer com que sua esposa pare de pendurar calcinha molhada no registro do chuveiro?

Essas não são nem de longe as maiores perguntas da humanidade na atualidade!

Diz aí remelentos e remelentas: você já deve estar de saco cheio de ouvir aquelas malditas FFFUUUUUUFFFUUUUUUzelas Vuvuzelas tocando na hora do jogo da Copa, certo? Esse diabo de corneta incomoda tanto que existem planos para proibí-las nos estádios, sabia? E você gostaria de saber um segredo, uma técnica ou alguma malouqueiragem qualquer pra poder calar essas desgraças feitas de plástico vagabundo, tristeza e raspas do chifre do capeta, certo? Pois saiba que isto é facílimo! E o bom é que nem precisa descer o console pra botar nenhum cheat pra funcionar!


Corneta filha-da-puta! Vam'bora Zoi, para de lero-lero, fala logo como se faz essa manha aí!

O responsável por essa façanha é o equalizador, equipamento que divide o áudio em faixas de frequência que podem ser manipuladas, garantindo, assim, uma melhor reprodução do som de acordo com tipo de música ou evento que está sendo transmitido (três vivas à John Volkman, o manolo criador do Equalizador).

Usar o equalizador tem seu lado bom e ruim: o bom é que dá pra calar as vuvuzelas quase que completamente. A rum é que isso pode interferir no som da narração e dos jogadores em campo.

A puta dica cabreira é o seguinte: para anular o som das vuvuzelas, é necessário eliminar a frequência sonora equivalente ao som da corneta. Cada som produz uma onda sonora, que vibra em uma determinada frequência. O barulho da vuvuzela produz uma onda de 235 Hertz, ou seja: a cada segundo, a onda sonora criada pela corneta vibra 235 vezes.


Foto mostrando o Equalizador de uma televisão, com o regulador da frequência de 300Hz em destaque.

Além da frequência original, é preciso também "apagar" as harmônicas, ondas que vibram, por exemplo, numa frequência duas ou três vezes maior que o som inicial. As harmônicas da vuvuzela são, aproximadamente, 466 Hz, 932Hz e 1862Hz (dedique um tempo legal na Wikipédia, na página sobre frequências, você vai entender melhor).

Nas TVs com configuração de equalizador, o mais próximo que se tem é o ajuste de 300 Hz. A aproximação não é suficiente para acabar com o som das vuvuzelas, e ainda atrapalha na reprodução de outros sons.

Se sua TV não possuir o recurso, também é possível ligar a saída de áudio em um aparelho de som com equalizador para, da mesma forma, reduzir as tais frequências. Alguns decodificadores e Home Theaters contém este recurso em sua programação.

Fonte: Portal G1 de Notícias

Nenhum comentário: