10 de set de 2010

O que as vacas tem a ver com a má qualidade da Banda Larga?

Postado por Costela


Imagine que você tem uma vaca e você resolve abrir um negócio de distribuição de leite. Você faz uma proposta aos seus possíveis clientes: eles pagarão um valor fixo mensal, por um número máximo X de litros de leite. Você é obrigado a fornecer esse número X de litros todo mês. O cliente pode ou não retirar o leite todo mês, mas este não é cumulativo. Tudo funciona direitinho, você verifica quantos litros de leite a sua vaca pode atender e começa a vender e distribuir.

Sua vaca produz 100 litros de leite por mês. Você entende que pode fornecer com qualidade 10 litros de leite por mês. Ou seja, sua CAPACIDADE de distribuição de leite atenderá COM SEGURANÇA uns 8 clientes. Você deve considerar que a vaca pode estar de mau humor e produzir menos leite em determinados meses. Mas vamos lá, você resolve arriscar e atender os 10 clientes, fornecendo 10 litros por mês, correndo o risco de ter que comprar leite mais caro de terceiros caso sua vaca não produza como desejado.

O negócio prospera e você compra outra vaca, passando assim a atender 10 clientes. Mas após alguns meses você percebe que Dona Zefinha paga por 10 litros de leite, mas só consome 2. E você acaba perdendo esse leite, pois ele estraga e acaba sendo desperdiçado. Sabendo disso, você abre uma vaga para um novo cliente, que irá consumir o leite que sobra todo mês da Dona Zefinha. Correndo o risco dela querer os 10 litros em determinado mês e você ter que comprar leite mais caro de terceiros. Mas o risco é válido já que o lucro é alto.

E assim você segue, comprando mais vacas e aumentando os clientes a medida em que o leite é produzido e você percebe que a maioria dos clientes não tira o leite todo que tem direito. Suas vaquinhas viveriam muito mais se você desse um descanso a elas e trabalhassem com uma certa folga, só produzindo digamos, 80 dos 100 litros que elas conseguem. Mas sua ganância não deixa e as vaquinhas trabalham sempre no limite e vivem estressadas, o que faz com que vez ou outra elas não produzam o leite como você espera.

O negócio começa a gerar muito dinheiro e o olho grande de alguns funcionários começa a aparecer. E o leite começa a ser roubado. Funcionários jogam água no leite, que apesar de ficar mais aguado continua sendo vendido como era originalmente. Então uma vaquinha que produzia 100 litros de leite, por mágica começa a produzir 150 litros. E os funcionários desviam o excedente. Sabendo disso, clientes espertalhões fazem acordos com os funcionários desonestos e resolvem pagar um por fora pra ter mais leite. Eles pagam à empresa o valor acordado pelos 10 litros, mas pagam um troco qualquer ao funcionário ladrão por outros 10 litros. Na prática, o cliente pensa que está levando vantagem, mas tudo o que ele tem é 20 litros de leite comprometido e de baixa qualidade. E assim, Dona Zefinha, que não tem nada a ver com a história e sempre pagou honestamente pelo seu leite, começa a reclamar publicamente da baixa qualidade do leite e exige que vacas melhores sejam compradas. Você promete comprar as melhores vacas holandesas, mas compra vaquinhas mestiças daqui do Brasil mesmo, e anuncia como se elas fossem holandesas. Você também diz que comprou 20 vaquinhas quando na verdade só comprou 5. E assim a qualidade do leite que é vendido na sua empresa fica cada vez pior, as pessoas passam a reclamar cada vez mais, mas continuam comprando pois todo mundo precisa de leite.

Peguei lá no Byte Que Eu Gosto.

Nenhum comentário: