7 de dez de 2010

O martelo de London

Postado por Zoi de Tandera




Em Junho de 1936, um casal de idosos estava passeando na cidade de London, no Texas. A senhora viu um estranho objeto se projetando de uma pedra, quando percebeu que, na realidade, se tratava de um cabo de um martelo de metal.

Até então, tudo beleza, só um martelo velho numa pedra. Esse martelo foi analizado e sua idade foi estimada. Estimada em meros 100 Milhões de anos!!! (sendo que a humanidade tem só 200 mil anos)

Eis, então, o mistério:

O martelo está encrustado, praticamente fundido em uma pedra, o que só seria possível se o martelo estivesse no mesmo sedimento que gerou a pedra. Só que a pedra foi formada no período cretáceo , há uns 100 milhões de anos atrás. Pelo tamanho reduzido da ferramenta, historiadores especulam que ele devia ser usado para pequenos trabalhos.

E como ele foi parar lá então?

Muitas teorias foram levantadas, dentre as quais:

1 - Os Flintstones sabiam manejar ferro pra fazer martelos: tá, não é uma teoria séria, próxima!

2 - Existia uma civilização na época dos dinossauros: talvez os seres humanos da época sabiam manejar o metal, ou seja, eram relativamente evoluídos. Talvez quando aquele meteoro malandrão e maroto caiu na Terra e fodeu com a suposta galerë que tava aqui, os sobreviventes foram jogados no ponto zero da evolução tecnológica.

3 - Existia uma civilização na época dos dinossauros: os seres humanos são muito egocêntricos. Quem garante que era a gente que tava aqui quando esse martelo foi manufaturado? Pode ter sido outra civilização, como alienígenas, dinossauros inteligentes ou tudo mais o que a imaginação permitir.

4 - (A minha favorita) Viajantes do tempo: Talvez algum viajante no tempo estagiário fez uma viagem até este período e esqueceu uma ferramenta por lá. Mas essa teoria é um pouco esquisita, porquê os seres humanos só viajarão no tempo (isso se conseguirem) daqui há muitos e muitos séculos, e até lá a tecnologia vai estar muito avançada, ou seja, esse tipo de martelo já vai ser muito antiquado (como já é hoje) para ser levado em uma missão desse naipe.

5 - (A mais plausível) Erro na análise: Erraram na hora de julgar a idade do artefato. Simples assim. novamente o estagiário ferra com tudo Mas mesmo assim, o martelo está fundido na pedra. Isso não é contestável, dá pra ver nas fotos.

E aí, alguém arrisca algum palpite?



Ninjado (e editado) do blog Medo B.

Nenhum comentário: